Sunday, July 15, 2007

4º dia de CC

14:30, cheguei no Cozinha e o movimento já estava rolando. Pessoas felizes nos arredores, aquele clima gostoso de sentar na beira de quem está cozinhando e ficar por ali, bebericando, beliscando e batendo papo com o cozinheiro.

hoje a bel berlinck, irmã da teresa, performou um delicioso e inusitado farfale chamado "borboletas de kandahar". borboletas por conta da massa farfale que, em italiano, quer dizer borboleta (a pasta tem um formato feliz de gravatinha). kandahar é uma pimenta fresca "importada" diretamente do ceará que lembra muito a pimenta rosa. a pasta da bel tinha um saborzinho cítrico por conta do suco de limão que ia no molho em contraste com a pimenta fresca e a abobrinha italiana cortada em finas fatias. uma delícia, imperdível. três rodadas foram preparadas e servidas e, como nesse momento já era fim de tarde, sobrou um restico no fundo da panela pra contar história.




as pessoas entravam na cozinha, pegavam uma água, um vinho, apreciavam a decoração. ah, e por falar em decoração, a bel trouxe várias caixas com aqueles enfeites de borboleta feitas com penas! a cozinha ficou ainda mais alegre e colorida, um charme só!

[joana em ação, vem vídeo por aí!]

enquanto isso, eu fui batendo um bolinho (como diria a dadi :-). queria fazer umas três fornadas de sabores diferentes. dividi uma praça de trabalho com o gustavo ribeiro (marido da joana cooper) que fez umas entradas com pão fresco e pão italiano, alho, tomate fresco, sal e um fio de azeite. delícia! era preparar uma travessa, virar-se para pegar algo e o ver o conteúdo sumir num piscar de olhos.

[entradinhas deliciosas preparadas pelo gustavo]

bem, o primeiro bolo foi um de banana como este que já postei aqui, mas com uma variação: ao invés de incorporar chocolate na massa, resolvi utilizar um chocolate granulado que já estava aberto da farra com as crianças de ontem. virou então um formigueiro de banana :-).

[massa do formigão de banana esperando para entrar no forno!]

tudo ocorria ao mesmo tempo, gustavo preparando as entradas, bel e geórgia performando o macarrão no fogão e eu batendo bolinho :-).

o bolo chiou e saiu do forno antes da primeira rodada de pasta. bocas famintas aqui e ali iam pegando os pedacinhos, deliciando-se, lambendo os dedos.

dali um pouco aterrisou a incomensuravelmente cheirosa borboleta de kandahar na mesa, para felicidade dos convivas já devidamente sentados e curtindo um vinhozinho tinto.

fui preparando uma segunda fornada de bolo, dessa vez escolhi o clássico de limão, aquele. pena que eu esqueci de levar as sementinhas de papoula que teriam dado um toque especial ao danado.

work in progress, comensais terminando seu prato de pasta e aproveitando cada garfada, o bolo de limão já ia saindo do forno quente, quente. era a hora da cobertura cítrica se derreter em cima de um bolo dourado e fofinho. alegria do povo! e do meu querido amigo pava que chegou bem a tempo de se deliciar com um quadradinho quente!

foi cortar e sumir, o bolo nem teve tempo de esfriar :-).

uma segunda rodada de pasta. desta vez, pedi uma porção gourmet, dentro do bowl, para comer em pé mesmo, que eu também não sou de ferro! e, bom, se eu não provasse também não teria como contar aqui como aquela pasta estava superb, rs!

tive que comer minha pastinha em três etapas parando aqui e ali para atender às pessoas, pegar uma coisinha aqui e dar uma ajudinha ali. coisas de cozinha colaborativa. nesse meio tempo, a chaleira chiava para um café, larguei meu bowlzinho na prateleira e fui deitar a água borbulhante sobre o pó que já esperava obediente. tragédia anunciada, o coador virou e alagou meia mesa de trabalho com seu marrom caliente. ainda bem que não estragou nenhuma comida. só deu um pouco de trabalho para limpar a bagunça, mas nada que não estivesse resolvido com um belo pano e algumas idas até a pia da cozinha da galeria.

[prateleira cultural com o vinho da bel enquanto cozinhava]

terceira rodada de pasta rolou, entraram em ação geórgia e ana pilotando as frigideiras e fazendo saltar deliciosas tapiocas que eram devidamente finalizadas pela bel com opções de goiabada, doce de leite, geléia de sapoti e nutella. doces delícias.

um pouco antes disso, bati o último bolinho da tarde, um de choco (muito choco!) com outro pacote de granulado que estava dando sopa por ali. sabe como é, último dia de performance, era hora de inventar moda com os ingredientes que tínhamos a mão. a receita é parecida com esta daqui, substituindo o choco derretido pelo choco do padre e acrescentando o choco granulado.

assim que a primeira tapioca chiou na frigideira, imediatamente formou-se uma fila que nunca diminuía, coisa incrível (rs)!

o bolo de choco demorou para assar, mas valeu a pena. ele cresceu e ficou pretinho, pretinho do jeito que eu gosto! para acompanhar, final de dia, passei mais um café, daqueles com canela.

deleite total. as cozinheiras sentaram ao redor da mesa para descansar um bocadinho. era o começo do fim, triste não?

mas agora o cozinha entra na fase frango grelhado com salada porque depois de 5 dias ininterruptos de comilança, todo mundo na dieta :-)!

[confesso que vou sentir saudades dessas xícaras!]


BÔNUS TRACK
» post da teresa sobre o derradeiro dia de CC!

6 comments:

Karen said...

Que gostoso! Se tiver outra vez no ano que vem, vou me esforçar para ir!

miki w. said...

hehehe :-) ôba!!!!!
bjs e ótima semana p/ ti,
miki

lunalestrie said...

Quanta coisa! Queria ter estado aí. Menina, eu não conheço essa pimenta kandahar não, vou procurar me informar por aqui, rs. :)

miki w. said...

oi, querida luna!
saudades sua!
eu tb queria q todas vcs estivessem por aqui :-). foi uma diversão.
procure sim e depois me conte!
beijinhos, miki

Pri Saito said...

É desse tipo de performance que eu gosto. Interativa (bem interativa pelo visto).
Tambem quero participar de uma assim...Levo as empanadas, hahaha
Beijocas

miki w. said...

ai, delícia, pri :-)!
quiero experimentar las enpanadas!
besitos,
miki